Não é verdade que algumas vezes parece que tudo ao seu redor está ruindo? Aquela decepção, ou aquele medo, está em seu encalço o tempo todo? Um site oferece a solução: pegue um novelo de lã e agulhas de tricô e “supere o medo”. Entretanto, nem todos sabemos tricotar com segurança. Mas todos nós podemos nos concentrar na Fonte da segurança. Na verdade, Ele é a Fonte, o Apoio, e a Sustentação deste mundo; e focar sua atenção sobre Ele é algo que pode mudar sua vida.

Ele é a Fonte

Romanos 11.36 diz: “Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente”. Deus é a fonte de todas as coisas. Javé é o Deus eterno, auto-suficiente. Javé (YHWH) é o nome que Deus escolheu para Si mesmo. É o verbo hebraico que significa “Eu Sou”. Deus deu a Si mesmo o nome de Eu Sou, não Eu Era ou Eu Serei. Deus existe e tudo o mais tem sua existência nEle.

Augustus H. Strong, ministro e teólogo batista que morreu em 1921, escreveu: “Deus é o Espírito eterno, pessoal que é a fonte, o apoio e o fim de todas as coisas”. Javé simplesmente é!

Um segundo nome que Deus dá a Si mesmo é Elohim, a forma plural de El, que significa “força”. Ele enfatiza o fato de que Deus é o Criador de todas as coisas. Ele diz nas Escrituras: “Não sabes, não ouviste que o eterno Deus [Elohim], o Senhor [Javé], o Criador dos fins da terra, nem se cansa, nem se fatiga? Não se pode esquadrinhar o seu entendimento” (Is 40.28). Javé, o Deus eterno e Criador dos confins da Terra, não se cansa nem se fatiga. Ele fez todas as coisas e tem controle sobre todas elas.

Colossenses 1.16 afirma: “Pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele”. Ele é a fonte, apoio, fim e propósito de todas as coisas.

O Senhor Deus é o autor do plano eterno e grandioso para toda a história da humanidade. Ele criou todo este universo após o desafio de Satanás. Os anjos foram criados primeiro, depois Satanás se rebelou contra Deus e desafiou Sua santidade. Deus respondeu a ele determinando o melhor método de manifestar Sua santidade e glória para toda a criação angelical. Deus tinha esse plano mesmo antes da fundação do mundo:

“Jurou o Senhor dos Exércitos, dizendo: Como pensei, assim sucederá, e, como determinei, assim se efetuará. (...) Este é o desígnio que se formou concernente a toda a terra; e esta é a mão que está estendida sobre todas as nações. Porque o Senhor dos Exércitos o determinou; quem, pois, o invalidará? A sua mão está estendida; quem, pois, a fará voltar atrás?” (Is 14.24,26-27).

Deus efetua todas as coisas de acordo com o conselho de Sua vontade. Ele não está correndo de medo, resmungando para Si mesmo, “O que devo fazer? Como devo responder?” Ele não está preocupado com os resultados dos acontecimentos mundiais porque Ele mesmo já planejou todas as coisas até o final da história da humanidade.

Deus planejou o curso dos tempos e da eternidade. É isso que O capacita a nos entregar profecias. No livro de Daniel, Deus revelou como decretou a ordem das nações. Em 550 a.C., Ele mostrou ao profeta Daniel todo o plano para o restante da história do mundo.

O apóstolo Paulo escreveu que Deus“derramou abundantemente sobre nós em toda a sabedoria e prudência, desvendando-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito que propusera em Cristo, de fazer convergir nele, na dispensação da plenitude dos tempos, todas as coisas, tanto as do céu, como as da terra” (Ef 1.8-10).

Deus efetua todas as coisas de acordo com o conselho de Sua vontade. Ele não está correndo de medo, resmungando para Si mesmo, “O que devo fazer? Como devo responder?” Ele não está preocupado com os resultados dos acontecimentos mundiais porque Ele mesmo já planejou todas as coisas até o final da história da humanidade.
 
Ele é o Apoio

Deus é também o apoio para todas as coisas: “Porque (...) por meio dele (...) são todas as coisas” (Rm 11.36). “Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste” (Cl 1.17). Deus sustenta “todas as coisas pela palavra do seu poder” (Hb 1.3). Ele simplesmente formou o universo e, por meio de Sua Palavra falada, o mantém.

Os cientistas têm estudado o átomo. Eles sabem que os elétrons são negativos, que os prótons são positivos, e que os neutrons são neutros. Eles conseguem ver essas partículas atômicas através de microscópios. E eles conseguem dividir o átomo e esperam poder controlá-lo. Mas eles não conseguem reuni-los. As Escrituras dizem: “Nele, tudo subsiste” (Cl 1.17). Ele mantém todas as coisas juntas.

Um dia, esta Terra será destruída pelo fogo porque Jesus simplesmente fará Sua Palavra descansar, e todos os átomos se dividirão e explodirão. No final do Reino Milenar, depois que Seu programa tiver terminado, o universo inteiro se queimará em uma explosão imensa antes que Deus nos leve ao estado eterno que Ele já preparou para nós.
 
Ele é o Sustentador

Deus também sustenta todas as coisas. O Salmo 104 transborda em louvor pelo poder sustentador de Deus:

“Bendize, ó minha alma, ao Senhor! Senhor, Deus meu, como tu és magnificente: sobrevestido de glória e majestade, (...) Lançaste os fundamentos da terra, para que ela não vacile em tempo nenhum. (...) Puseste às águas divisa que não ultrapassarão, para que não tornem a cobrir a terra. (...) Fazes crescer a relva para os animais e as plantas, para o serviço do homem, de sorte que da terra tire o seu pão. (...) Fez a lua para marcar o tempo; o sol conhece a hora do seu ocaso. (...) Todos esperam de ti que lhes dês de comer a seu tempo. Se lhes dás, eles o recolhem; se abres a mão, eles se fartam de bens. Se ocultas o rosto, eles se perturbam; se lhes cortas a respiração, morrem e voltam ao seu pó. Envias o teu Espírito, eles são criados, e, assim, renovas a face da terra” (vv. 1,5,9,14,19,27-30).

Se Deus fosse retirar Seu Santo Espírito do universo, todas as coisas entrariam em um espiral e morreriam como quando uma árvore é cortada.

Se Deus fosse retirar Seu Santo Espírito do universo, todas as coisas entrariam em um espiral e morreriam como quando uma árvore é cortada. Nós vivemos e funcionamos pela força da providência sustentadora de Deus todos os dias. Suportamos dificuldades e o processo de crescermos até a maturidade em Cristo. Recebemos bênçãos em nossa família por causa da graça sustentadora de Deus.

Deus, de fato, mantém nossa própria existência: “Pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos” (At 17.28). Por virtude da natureza de Deus, Ele é a base da existência. Ele não depende de ninguém. Ele é completamente auto-suficiente, é Aquele que sustenta toda a vida até o dia em que declarar que tudo está terminado.

Deus é também o fim de todas as coisas. Tudo existe para Seu prazer. Apocalipse 4.11 fala que vinte e quatro anciãos estão na sala do trono nos céus, adorando a Deus. Como pessoas que já viveram toda sua vida e foram promovidas para o céu, elas falam a partir de uma perspectiva celestial: “Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas”. Finalmente, tudo existe para Deus.

Que consolação deveria ser o fato de que esse Criador majestoso, todo-poderoso, todo sabedoria, ama você e a mim. Ele nos ama tanto que “deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3.16).

Geralmente temos atitudes erradas na pequena vida que vivemos. Exageramos nossa importância e centralidade. E quando tudo parece estar ruindo ao nosso redor, ainda fracassamos em enfocar Aquele em quem, através de quem, e para quem são todas as coisas. Todas as coisas existem para a glória de Deus. E, um dia, todos na Terra glorificarão o Seu nome.

Em 1918, um amigo missionário deu a Helen Lemmel um panfleto com uma porção bíblica que a inspirou a escrever um hino. Helen se expressou muito bem em seu lindo refrão:

    Volte seus olhos a Jesus
    Olhe bem em Seu lindo rosto
    E as coisas do mundo parecerão tão ofuscadas
    Diante da luz de Sua glória e graça.

(Richard D. Emmons - Israel My Glory)
Fonte: http://www.chamada.com.br/

0 comentários:

Postar um comentário

Tags

10 Mandamentos 1Coríntios 1Reis 1Samuel 1Tessalonicenses 1Timóteo 2Coríntios 2Reis 666 Aborto Abraão Adão Adultério Adventismo Alá Albert Einstein Aleluia Allan Kardec Alma Amalequitas Ameaça Amizade Amor Aniversário Anjos Anti Cristo Antigo Testamento Apocalipse Apócrifos Apologética Apóstolos Arca de Noé Arminianismo Arqueologia Arrebatamento Arrependimento Árvore da Vida Ateismo Baruque Bate-Seba Batismo Besta Bíblia Big Bang Bizarro Blasfêmia Bode Bode Expiatório Bondade Bruxas Budismo Caim Calvinismo Candomblé Cântico dos Cânticos Caridade Carma Carnaval Carne Casamento Catolicismo Cavaleiros do Apocalipse Celebridades Céu Ciência Cientologia Cinema Circuncisão Ciúmes Classe Social Coliseu Colossenses Condenação Confissão Positiva Confucionismo Conhecimento Conhecimento Histórico Coração Cordeiro Corpo Corpus Christi Cosme e Damião Cotidiano Crenças Crentes Criacionismo Crianças Criminosos Cristão Cristianismo Crucificação Cruz Culpa Cura Curiosidades Daniel Darwin Davi Decepção Demônios Desenhos Deus Deuteronômio Devocional Diabo Dificuldades Bíblicas Dilma Rousseff Dilúvio Dinossauros Disney Dízimos e Ofertas Dons Espirituais Doutrinas Dúvidas Eclesiastes Éfeso EG White Egito Elanã Eliseu Erros Esperança Espiritismo Espírito Santo Esportes Estudos Bíblicos Evangelho Evangelho de João Evangelho de Lucas Evangelho de Marcos Evangelho de Mateus Evangelismo Evolucionismo Êxodo Ezequiel Facebook Falsos profetas Famosos Fanatismo Fantasmas Faraó Farsas Fatos Filantropia Filmes Filosofia Fim dos Tempos Física Fome Força Fraqueza Gaio Gálatas Ganância Gênesis Gideão Glória Golias Graça Hamas Hebreus Heresias Heróis Homem Homossexualismo Humilhação Igreja Igreja Evangélica Imagens Incenso Infantil Infarto Inferno Inquisição Interessante Internet Invocação Isaías Islamismo Israel Jardim do Éden Jeremias Jesus Cristo Jezabel João Batista João Calvino Jogos John Piper Jonas Josué Jovem Rico Jovens Judá Judaísmo Judas Judas Iscariotes Ladrão Laodicéia Leão Lei Leitura Levítico Liberdade Línguas Estranhas Listas Livro de Jó Livros da Bíblia Lua Lúcifer Lucro Lutero Mal Malaquias Maldade Maldição Maldições Hereditárias Manassés Maomé Marca Marca da Besta Marco Feliciano Maria Médium Melquisedeque Mentira Microcefalia Milagres Mirra Mitos Moisés Mormonismo Morte Motivacional Muçulmanos Mulheres Múmias Musica Namoro Natal Nefilins Neopentecostal Nero Noé Noticias Novela Novo Testamento Números Obelisco Ocultismo Ódio Oração Oráculos Orgulho Orixás Oséias Ouro Ovelhas Paganismo Pai Papa Para Refletir Parábolas Páscoa Paulo de Tarso Paz Pecado Pedofilia Pedro Pentateuco Perseguição Pobreza Polêmica Política Poltergeist Possessão Demoníaca Predestinação Preguiça Profecia Profetas Provações Psicologia Purgatório Raabe Raul Seixas Rede Globo Redes Sociais Reforma Protestante Reis Religião Ressurreição Revolução Riqueza Rocha Roma Rosa de Saron Sábado Salmos Salomão Salvação Samaritanos Sangue Santos São Jorge Satanás Satanismo Saúde Saul SBT Segunda Vinda Seio de Abraão Seitas Semana Santa Senaqueribe Sentimento Sete Espíritos Sexualidade Sinais Síndrome Sinistro Síria Sobrenatural Socialismo Sol Sonhos Stephen Hawking Subliminar Sugestões Suicídio Taoismo Televisão Templo de Salomão Teologia Teologia da Prosperidade Terra Terra Prometida Testemunhas de Jeová Textos Transformação Trindade Trono Tutancâmon Twitter UFO Universalismo Universo Verdade Vida Vídeos Violência Youtube Zacarias